Recado

22/11/21 - 09:33

Élida Gontijo

Esta semana foi convocada uma reunião com urgência por todos personagens dos contos de fada. Todos estavam insatisfeitos, sentindo-se rejeitados pelas crianças e adultos. Primeiro foi difícil arrumar um local para reunião, as florestas estão devastadas, só se vê queimadas, castelos só da Rainha Elizabeth. Branca de Neve ofereceu sua casa ,mas ninguém concordou, não querem encontrar com Atchim por causa do Corona. Finalmente conseguiram uma gruta e a reunião foi feita.

Todos queriam falar ao mesmo tempo, mas Branca de Neve colocou ordem e começou, tinha inúmeras queixas, nenhuma criança interessa por sua história, ser branca como a neve não atrai ninguém, já existe bronzeamento artificial. Patinho Feio só chora, foi tentar convencer as crianças e nada, disseram que não existe ninguém feio depois das plásticas e harmonizações.

Coitado do Coelho Maluco deixou Alice no País das Maravilhas , correu contra o tempo tentando levar às crianças para conhecerem o País das Maravilhas, nem ligaram , País das Maravilhas são os jogos eletrônicos.

Gata Borralheira achou que sua história iria fazer sucesso com as meninas, pois quem não sonha com um Príncipe Encantado?  Também não deu certo, escutando música elas estavam e continuaram, gostam mesmo é de quem tem muitos seguidores nas redes sociais.

imagem

Foram feitas diversas tentativas e nada de solução. Pensaram, pensaram e resolveram mandar um recado para uma cronista do Jornal Sete Dias expondo o problema, seria uma forma melhor de divulgação. Que missão difícil! Sobrou pra quem? Eu, euzinha. Está aí, transfiro para vocês leitores: crianças e adultos. Vamos valorizar os clássicos, a magia, a doce ilusão das histórias, sair da ostentação de coisas materiais, ser mais gente, mais amor, mais arte, poesia, leitura. 

Fica o recado.

Novembro de 2021. Dedico este texto à todas professoras da Educação Infantil que lutam pela preservação dos clássicos.