Colágeno e a pele – Saiba mais sobre a proteína essencial na preservação da pele

21/05/21 - 07:55

Bernardo Teixeira da Costa

O colágeno é uma substância produzida naturalmente pelo corpo, que é essencial para manter a firmeza e a elasticidade da pele. Porém, a partir dos 25 anos a sua produção começa a diminuir, e para manter a sua pele bonita, saudável e evitar os sintomas do envelhecimento precoce (como rugas e flacidez), é necessário repor essa proteína o mais rápido possível. Mas de que maneira podemos fazer a restituição do colágeno, e com que frequência? O dermatologista Bernardo Teixeira explica quais são seus benefícios e como fazer o uso correto dessa substância para melhorar sua pele.

Com que idade começamos a perder o colágeno?
Esse processo começa bem cedo: a partir dos 25 anos, e aumenta com o passar do tempo. Após os 30, reduzimos cerca de 2% ao ano a produção de colágeno. “Isso varia de acordo com questões genéticas e hábitos de vida. Pacientes fumantes ou que se expõem com frequência ao sol perdem essa substância de forma mais acelerada”, esclareceu o dermatologista Bernardo Teixeira. Além desses fatores, o consumo exagerado de açúcar e o estresse também podem agilizar a degradação.

Como podemos repor colágeno? Produtos, procedimentos e alimentação...
Segundo o Dr. Bernardo Teixeira, existem substâncias que auxiliam no aumento da produção de colágeno, como a vitamina C, por exemplo, e o colágeno hidrolisado que pode ser ingerido regularmente. Outro elemento extremamente eficaz trata-se de uma boa alimentação capaz de estimular essa proteína, como frutas e verduras ricas em vitamina C e proteínas derivadas de animais. Além da dieta, podemos contar com diversos procedimentos que aumentam a produção local de colágeno, como:

- Laser fracionado
- Laser de CO2
- Radiofrequência microagulhada
- Radiofrequência focal
- Ultrassom microfocado

Produtos injetáveis como a hidroxiapatita de cálcio e ácido polilático são considerados bioestimuladores de colágeno e atuam aumentando a espessura da pele, reduzindo as linhas finas e flacidez. O ácido hialurônico também é capaz de induzir a produção de colágeno localizada. Sob a forma de skinbooster, ele auxilia na melhora da qualidade da pele e hidratação.

Mas lembre-se que mesmo com procedimentos bem executados, a produção de colágeno também varia de acordo com aspectos genéticos, alimentares e hábitos de vida.

Onde e com que frequência aplicar o colágeno?
Antes de começar a aplicação do colágeno, é essencial saber qual a área destinada ao seu uso: pele, cabelos, unhas, músculos ou articulações? Para a pele, o ideal é o colágeno tipo 1, o Verisol. ‘‘O Verisol contém peptídeos bioativos de colágeno, que atuam nas camadas mais profundas da pele, de dentro para fora, ajudando na melhoria da qualidade da pele’’, explica o dermatologista. 

Além da escolha do colágeno, é fundamental entender que seu uso deverá ser feito por um tempo prolongado. Recomenda-se o uso por no mínimo 3 meses. A aplicação do colágeno é um investimento contínuo, que necessita de um planejamento prévio na rotina para além de 3 meses, após perceber os resultados e dar continuidade ao seu uso diariamente.

Em caso de dúvidas, consulte um dermatologista. A clínica Derm Way está à disposição para sanar suas dúvidas. Telefone para contato: (31) 3773 1234. A clínica está localizada na Rua Princesa Isabel, 245, Centro em Sete Lagoas e atende de Segunda a Quinta de 08 às 17:30h e Sexta de 8h às 17h.

imagem

Veja Mais