É possível tratar varizes apenas com remédios?

29/01/21 - 08:14

Dr Jahir Richard

Varizes são um problema que incomodam muito, não apenas pela questão estética, mas também pelos riscos à saúde e o desconforto sentido pelos pacientes. Varizes são veias que perderam sua função circulatória. Como seu sistema valvular não funciona, elas deixam o sangue refluir, aumentando a pressão e causando alteração em sua parede. Desta forma, a veia vai ficando dilatada, tortuosa e começa a aparecer na pele. Dependendo do grau, elas podem até causar úlceras varicosas.

Mas será que é possível tratar varizes usando remédios?

Não! Infelizmente quando se pensa em tratar, ou seja, se você está pensando em eliminar as Varizes, o uso isolado de remédios não é uma opção. Isso não quer dizer que o uso de remédios não podem contribuir para o tratamento das varizes.

Os remédios de Varizes são muito úteis e eficientes ao que se propõem, que é trabalhar em conjunto com os procedimentos e cirurgias de Varizes, ajudando a aliviar dores, peso, cansaço e inchaço das pernas.

Para realmente tratar o problema, o ideal é que sejam realizados procedimentos indicados pelo médico especializado. Cada caso requer um tipo de tratamento, que pode ser por meio da escleroterapia (substância química injetada dentro da veia), espuma, uso de lasers e radiofrequências ou procedimentos que combinem as técnicas, como o ClaCs, que une laser não-invasivo e injeções de glicose. 

Cirurgias também podem ser indicadas, dependendo do caso.
Mas a cirurgia pode ser evitada na maioria dos pacientes se, desde o início dos sintomas, o paciente seguir todas as recomendações do seu médico. 

Porém, para quem tem predisposição genética a varizes, os cuidados vão apenas controlar a velocidade da doença e a gravidade do quadro, mas os vasinhos acabarão aparecendo.

Causas: A principal causa de varizes é a genética. Além disso, fatores como a idade, sexo e hábitos de vida ruins também podem levar a formação dos vasinhos. A parte mais importante da prevenção de varizes cabe ao paciente. Manter uma alimentação adequada, o peso sob controle, realizar exercícios físicos e ter bons hábitos de vida são fundamentais para evitar o problema. Desse modo, a doença atacará menos, o médico terá menos trabalho e o paciente terá menos intervenções ao longo da vida.

imagem