Desorganizado e sem inspiração, Atlético perde em casa para o Tolima

26/05/22 - 09:45

Foto: twitter.com/LibertadoresBR
Foto: twitter.com/LibertadoresBR

Chico Maia

Foto: twitter.com/LibertadoresBR

Minutos depois do primeiro gol dos colombianos, aos nove do segundo tempo, o conceituado jornalista paulista, Júlio Gomes Filho, escreveu duas frases em seu twitter, que são para os atleticanos refletirem:

* @juliogomesfilho

“Posso errar redondamente. Pode ganhar tudo, tem jogadores para isso. Mas o Galo do Turco não me inspira NENHUMA confiança. Nessa toada, não ganhará um título sequer dos três que importam. É que acho que se seguir nessa toada ele mesmo não dura (com Cuca aí livre)

Pode até virar hoje, não mudo de opinião. Que aliás já tenho há umas semanas. É um time que ficou mais frágil atrás e menos agudo na frente. E com os mesmo jogadores, que é o que mais me impressiona.”

***

Difícil encontrar argumentos para contestá-lo. É o que pensa também a maioria dos atleticanos com quem converso.

Com o Turco, normalmente o setor defensivo é que mostrava mais desorganização e fragilidade. Hoje, no Mineirão, o meio e o ataque também não se entenderam.

No primeiro tempo o time mostrou uma certa soberba, como se a bola fosse entrar a qualquer momento, sem tanto esforço. O tempo foi passando, o gol não saiu e veio o segundo tempo. Aos nove, Rangel se aproveitou do posicionamento errado da defesa e abriu o placar. O Galo partiu com tudo em busca do empate, porém, desorganizado e sem nenhum jogador para mostrar diferença individualmente ou chamar o jogo para si.

Sasha entrou no lugar do Ademir e aos 42, num chutaço de fora da área, aproveitou rebote do goleiro e empatou. Mas, já nos acréscimos, em contra ataque e pegando a defesa novamente numa bagunça total, o Tolima chegou ao gol da vitória, por meio de Lucumi.

O Atlético terminou em primeiro do Grupo D, com 11 pontos, mesma pontuação do Tolima, porém, três gols a mais de saldo.

E tão ruim quanto a derrota foram as tentativas de explicação nas entrevistas depois do jogo: Sasha disse que o time está de parabéns pelo “esforço”. Hulk afirmou que o placar foi injusto e defendeu a “vontade de vencer” do técnico Mohamed. Jr. Alonso embromou, com aquelas frases de sempre quando se perde. Pelo menos respeitou a torcida quando foi perguntado sobre as vaias depois da partida. Disse que é normal e um direito de todo torcedor, especialmente quando se perde e jogando mal.

O Turco repetiu as palavras dos jogos anteriores. De diferente, ele afirmou que o time não pode repetir os erros de hoje nos jogos o mata-mata.

Pois é!

Veja mais em http://blog.chicomaia.com.br/

Veja Mais