Aquela lagoa, aquelas gameleiras...

31/05/24 - 10:00

Na confluência da Estrada dos Tropeiros com Rua Leopoldina, perto de uma das sete lagoas, a do Cercadinho, duas belíssimas e muito antigas gameleiras faziam parte de um visual admirado e comentado por todos que passavam pelo local.

No pensamento geral, o lugar se tornaria uma praça, já que no imaginário de todos se tratava de uma área pública. E por décadas as atraentes árvores eram admiradas e comentadas. Mas os vastos pastos do “pé da Serra” de Santa Helena foram paulatinamente sendo transformados em loteamentos, bairros, casas, prédios, condomínios, enfim... engolidos pelo crescimento urbano, pois a cidade para.

imagem

Infelizmente nenhuma autoridade pública ou ninguém da sociedade civil, dita “organizada”, teve a sensibilidade de se movimentar no sentido de preservar, via tombamento ou algo que fosse, pelo menos o já pequeno lote das gameleiras.

imagem

E elas se foram! Não suprimidas, porém, já não pertencem ao visual público. Deixaram de ser mais uma atração natural da cidade. O dono do lote exerceu um direito dele e acaba de terminar o cercamento delas.

E Sete Lagoas vai cumprindo seu triste destino de se tornar apenas mais uma cidade, cada dia mais concretada e feia, como a maioria das cidades do país.