Fred Reis e seu novo single "Espero Não Ser Tarde"

24/06/21 - 08:29

Nesta nova canção Fred Reis contou com a participação do músico Léo Ferrera
Nesta nova canção Fred Reis contou com a participação do músico Léo Ferrera

por George Machado
@georgemachado1

 

Fred Reis iniciou sua carreira musical em 2008, apresentando o show “Por Toda a Minha Vida”, no Teatro da Biblioteca Pública de Minas Gerais, em Belo Horizonte.  Influenciado pela obra de Milton Nascimento, Elis Regina e diversos artistas da MPB, Fred tem 3 cds lançados: Fred Reis (2012), Tantas Esquinas (2015) e Ora, Veja Só (2017).  Em seus treze anos de carreira dividiu palco e cds com artistas como Amaranto, Kadu Vianna e Ladston do Nascimento, entre outros.  Em 2019 passou a integrar o coletivo Sóis Desalinhados, ao lado dos cantores Rojan Gabriel, Sidarta Riani e os músicos Caule e Marcelo Luiz. O coletivo se apresentou em festivais em Belo Horizonte e Sete Lagoas, o último ocorrido em 2021 no Festival Amora Sessions. Em 2020 Fred lançou seu primeiro single, Não Há Paz (Márcio Itaborahy e Rodrigo Barbosa) produzido por Pedro Estrela, e o vídeo-clipe dessa música.  No último dia 18,  foi a vez de “Espero Não Ser Tarde”.

“Em 2019, durante um dos encontros para desenvolver o projeto do Sóis Desalinhados, eu pedi ao Rojan Gabriel para me mostrar algumas composições dele.  A primeira de uma série de canções belíssimas que ele me apresentou foi “Espero Não Ser Tarde” e foi paixão à primeira audição, risos. Naquele momento a canção já tinha me ganhado. A letra muito expressiva (“Eu quis te ter por perto, e lhe cobrei qualidades que não vejo em mim...”), que conta uma história que pode se confundir com a de tanta gente, como é característico na obra do Rojan, foi o que despertou meu interesse inicial.  Já em 2020, em meio ao isolamento social, resolvi voltar a gravar e chamei o amigo e produtor Pedro Estrela. Quando comecei a trabalhar a música e pensar no desafio de interpretar uma canção do Rojan, um cantor referência para mim, veio a vontade de ter um contraste de vozes, com um timbre mais grave. Logo de cara pensei no Léo Ferrera. Tomei coragem, fiz o convite e o resultado está aí, aquele timbre lindo numa interpretação emocionante, sensacional!” Conta Fred Reis.

Espero Não Ser Tarde contou ainda com a participação sempre especialíssima do guitarrista Camilo César e pós-produção do amigo Gustavo Gonzáles, identidade visual de Michelle Rocha, e está disponível em todas as plataformas digitais.  

Veja Mais