COLUNA CATÓLICA

29/05/22 - 09:00

O Biblista e o Raizeiro

Estamos às vésperas da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos. Uma semana intensa de orações e preces para que o Espírito Santo continue sendo derramado sobre as Igrejas que proclamam Jesus Cristo como Nosso Senhor. O desafio do Ecumenismo é grande, e infelizmente, temos poucas oportunidades de testemunho desta comunhão. Assim, essa grande semana é um incentivo reflexivo e formativo de nossa consciência para a missão de caminharmos juntos. Nesse 2022 o tema é provocativo: “Vimos o seu astro no oriente e viemos prestar-lhe homenagem” (Mateus 2,2). A polêmica da estrela, astro que convida à diversidade dos povos, ao seguimento no caminho, em busca de um só Senhor. Quando somos aprisionados por tantos senhores poderosos desses tempos, é muito difícil abrir-se para essa jornada e busca.

Vamos seguindo, ainda esses dias, com as tristes notícias das chacinas brutais contra os pobres no morro, as escolas e mercados invadidos por homens armados, e a defesa das armas por quem se diz cristão. Mas, também choramos nossas dores internas: perdemos na última semana “O Biblista e o Raizeiro”. Dois padres brilhantes da Igreja no Brasil!

Um nasceu na Bélgica e se dedicou a traduzir a Bíblia e ensinar a pastoralidade da Palavra. Outro, nasceu em Minas, cuidava da terra, das plantas e pregava a Palavra para todas as criaturas. O primeiro era professor com muitos títulos e publicações. O segundo era fitoterapeuta com espaços de escuta, acolhida, produção de chás e alternativas de bem estar. O Biblista dava aulas de interpretações profundas e empolgantes. O Raizeiro tinha uma varinha para tocar aos que lhe procuravam, fazendo leituras da energia dos órgãos e daquilo que o corpo gritava.

Tinham em comum algo muito maior que o título de padre, teólogo ou qualquer outra forma de trata-los: Eram homens da libertação! Anunciavam o Evangelho da Vida e da Esperança. Caminhavam com os pobres e defendiam a luta por dignidade e mudança para o bem de todos. Eram ecumênicos na vida real, ensinando e oferecendo o conhecimento que construíram para todas as pessoas. Obrigado Konings! Obrigado Carlos Faria! Pelas aulas, pelas assessorias, pelos chás, pelos tratamentos: Muito obrigado!