Coluna Católica

AZEITE DA SABEDORIA

26/11/23 - 09:00

Por Padre Warlem Dias

O suor molha o meu corpo, a escorrer. Antecipa-me a visão, uma menina resplandecente e viçosa, repleta de beleza e graça, sentada a minha porta. Clareia os olhos e ouço um balbucio: “a sabedoria vale mais do que a prata e dá mais lucro do que o ouro”. 
A menina atiça-me ao longo do caminho e acorda-me nas madrugadas. Encanto-me com sua sagacidade puxada nos fios da sensibilidade e sensatez (Sb. 6, 12-16). Nós não lhe damos crédito por ser uma menina. 


O corpo goteja de suor. Te quero água de beber. São 39⁰C. Vejo a Amazônia de longe, seca em chamas. A mata tomba, o asfalto queima e o verde é cinzento da grama sintética. Água, dona da vida. Desce dos céus, vem como irmã a gotejar sobre nós! 
Não temos templo e sacerdotes! O Senhor está demorando a chegar. O que será de nós com nossas tochas? Na madrugada, ouve-se um grito: o noivo está chegando. Tome correria. Todos tinham tochas e nem todos tinham o azeite. Saíram para comprar. Já era tarde e sem vendas! Na volta a porta estava fechada. Rezaram: Senhor, Senhor abre-nos a porta. Ele responde: Não vos conheço! (Mt 25,1-13) 
Insensatez! Deixamos o azeite do amor, acendedor e combustível da fé. Azeite que ultrapassa a existência de templos e sacerdotes, do cercadinho das métricas, códigos e ritos. Azeite da ternura, caridade, solidariedade, da justiça, equidade, não se compra nas vendas. 
Em 1889, a República chegou excludente de forças populares. Golpe soou. Aprendizado ficou: lutas por direitos e cidadania não caem dos céus, são permanentes. Igreja chorou separação do Estado. Sorriu, quando viu que era só papel. Pois, aqui e acolá, no cercadinho delicia-se ao ficar perto da “coisa pública.” 


Francisco, desafiado pelo evangelho, desafia a Igreja, no toque da misericórdia: Dia Mundial dos Pobres, “Não desvies o olhar de nenhum pobre” (Tb. 4,7). Adverte: “o risco de torcicolo, de tanto desviar o olhar ao pobre”. O convite é gestual e simbólico, abrir nossos templos, salões e colégios: acolher e fazer refeição com os pobres. Um dia? Aja coragem para este azeite!

Padre Warlem Dias

Teste