Moradora denuncia situação de imóveis desapropriados e Tribunal de Justiça reage

Imóveis têm se tornado um cenário de filme de terror com entulhos e construções depredadas

09/02/24 - 18:30

por Ana Amélia Maciel Uma moradora do bairro Santa Luzia em Sete Lagoas procurou o Sete Dias e 7DiasNews para denunciar o estado de alguns móveis na Rua Mestre Ananias que foram desapropriados pelo Estado para ampliação do Fórum.

Conforme mostra o vídeo que pode
ser acessado no QR Code (ao final desta
matéria), os imóveis estão depredados,
com portas e janelas arrancadas,
com bastante entulho e lixo, gerando
insegurança para os vizinhos e também
criadouros de mosquitos transmissores
de doenças devido às chuvas.

“Tem muito mais de dois anos que
está essa situação, o Estado não resolve
nada, a Prefeitura mandou limpar duas
vezes depois que a gente reclamou
muito, mas mandou limpar só a rua e a
calçada porque segundo eles não pode
entrar nas casas porque é propriedade
do Estado, só que nós estamos todos
expostos à dengue, já morreu vizinho
aqui com dengue o ano passado,
outra vizinha machucou o pé porque
o lixo estava vindo até para a rua, ela
estava andando na rua, machucou o
pé, rompeu o tendão, depois outra
pessoa. Tem problema com bandido
porque fica morando bandido aí, fica
aproveitando da situação e assaltam
o pessoal de manhã e de noite, tem
problema ambiental, tem problema de
saúde, a gente precisa de apoio”, relata
a moradora.

A Prefeitura confirmou que os imóveis
são responsabilidade do Tribunal
de Justiça de Minas Gerais (TJMG),
especificamente do foro de Sete Lagoas:
“O que cabia à prefeitura inicialmente,
como colaboração, foi tirar os entulhos,
que os próprios moradores, eles jogaram
um tanto de entulho na rua e na calçada.
Outra coisa que cabia à Prefeitura
era emitir o Alvará de Autorização de
Demolição das casas para literalmente
limpar a área. Esse alvará foi emitido
no dia 5 de outubro do ano passado
com validade de 8 meses e o Tribunal
de Justiça não tomou essa iniciativa de
demolição”.

Em resposta à denúncia e matéria
publicada nesta semana pelo
7DiasNews, o diretor do Fórum de
Sete Lagoas, juiz Carlos Eduardo Vieira
Gonçalves, enviou a seguinte nota:
“Informamos a V.Sa. que foi solicitada
a contratação da empresa Construtora Planner Engenharia Ltda, para execução
dos serviços de bota fora e fechamento
com tapume no terreno destinado à
ampliação do Fórum de Sete Lagoas.
Tão logo o contrato seja publicado,
informaremos à V.Sa. para que seja
realizado contato com a Prefeitura, para
que a mesma proceda à demolição das
casas existentes”.

Veja Mais