Saúde Bucal

Cárie Oculta

07/06/24 - 10:00

Cárie oculta
Cárie oculta

Por Dr. Juliano Alves Roque

Uma lesão de cárie convencional avançada é uma área ou cavidade escura na superfície do dente, principalmente na região dos sulcos. Em contraste, a cárie oculta não é visível a olho nu. Trata-se de uma lesão cariosa em que, clinicamente, o esmalte dental (camada externa do dente) aparenta estar saudável ou minimamente desmineralizado.

O diagnóstico da cárie oculta é feito por meio de radiografias específicas. Na maioria das vezes, o paciente não apresenta sintomas. Geralmente, a cárie oculta é descoberta precocemente em radiografias de controle, radiografias para diagnóstico e tratamento ortodôntico, ou radiografias para tratamento de dentes vizinhos.

Quando em estado avançado, a cárie oculta pode causar alguns sintomas, como desconforto com alimentos quentes ou frios, hipersensibilidade a alimentos ácidos ou açucarados, desconforto ao mastigar, incômodo ao passar o fio dental entre os dentes, cheiro ruim no fio dental, inchaço localizado na gengiva, manchas na dentição, dor constante no dente e mau hálito.

Se não tratada, uma lesão de cárie oculta pode se alastrar pela dentina (camada interna do dente), deixando o esmalte dental quase intacto. O dente se torna "oco" e pode fraturar facilmente ao mastigar alimentos normais. A camada de esmalte, embora preservada, pode se quebrar como uma "casca de ovo". A cárie oculta também pode afetar dentes que já foram restaurados anteriormente.

Apesar de o diagnóstico ser mais complexo, o tratamento da cárie oculta é semelhante ao da cárie convencional, variando conforme a profundidade e extensão da lesão. Lesões superficiais podem ser tratadas apenas com polimento e aplicação de flúor. Lesões profundas requerem restaurações, que podem ser feitas com resina ou porcelana. Se houver comprometimento da polpa dental (cavidade com nervos e vasos sanguíneos), será necessário o tratamento endodôntico (tratamento de canal). Em casos mais graves de fraturas, dependendo da extensão e do envolvimento da raiz, o dente pode até precisar ser extraído.

Para prevenir o surgimento da cárie oculta, é importante evitar a ingestão frequente de alimentos ricos em açúcar e outros carboidratos, manter hábitos de higiene oral com escovação e uso de fio dental, além de consultar seu dentista regularmente.

Dr. Juliano Alves Roque

Especialista e Doutor em Ortodontia
Elodente Clínica Odontológica
Instagram: @elodenteclinica
E-mail: elodente@hotmail.com

3776-8400 / WhatsApp: 9 8878-8400

 

 

Veja Mais