A banalização da morte e suas consequências

05/03/21 - 09:02

A manchete deste SETE DIAS mostra uma realidade crescente na cidade, mas que também é em todo o país: “Cresce número de dependentes químicos com a pandemia”.

Não é para menos. Estamos todos mal, depois de um ano da Covid-19 infernizando nossas vidas, em todos os segmentos. Poderíamos estar enxergando alguma luz no fim do túnel, como outros países  de população semelhante e até maior, como os Estados Unidos, por exemplo. Mas lá, a população teve a oportunidade de tirar do comando do país, via voto, o louco, negacionista que minimizava a gravidade do problema, e elegeu alguém normal, que passou a tratar a pandemia com a determinação e seriedade que a situação exige. Aqui, o ocupante do poder maior continua incentivando as pessoas a não usar máscaras e promover aglomerações.

As consequências são óbvias e as principais manchetes da imprensa brasileira nas últimas 48 horas, não poderiam ser diferentes:

‘1.910 mortos em 24 horas”

“Lisca critica jogos pela Copa do Brasil em meio à pandemia: 'Estou perdendo amigos'”

“Quando um técnico de futebol dá aula para autoridades sanitárias.”

“O governo brasileiro decidiu comprar a vacina da Pfizer sete meses depois da primeira oferta. Sete meses.”

“Sem Bolsonaro, 649 cidades aderem ao consórcio para comprar vacinas contra a Covid-19’

“Transmissão descontrolada do vírus da covid-19 pode fazer do Brasil celeiro de variantes”

“Coronavírus: Minas registra o segundo maior número de mortes na pandemia”
“Pandemia dificulta denúncias de violência contra pessoas com deficiência”

“Contêiner para corpos instalado em hospital provoca medo em Porto Alegre”

“Sem ter o que dizer, Bolsonaro retarda pronunciamento em rede nacional”

Aliadas a outras manchetes, muito comuns  no dia a dia do país, denunciando desmandos e impunidade, é claro que a economia continua despencando:

“Na pior década da história, renda dos brasileiros encolhe 5,5%”

“Ministro Humberto Martins solicitou ao Supremo Tribunal Federal permissão para consultar diálogos que mencionam integrantes do tribunal; apuração mira suposta intenção de procuradores em investigar movimentação patrimonial de ministros sem autorização”

“Blindado pela Justiça, Aécio presidirá comissão de relações exteriores da Câmara”

“Brasil sai da lista das dez maiores economias do mundo, estima agência”.