Após novo empate em casa e quatro jogos sem vencer, mais uma entrevista de desesperança do Felipão

30/12/20 - 07:39

Imagens: twitter.com (CuiabaEC)
Imagens: twitter.com (CuiabaEC)

CHICO MAIA

Desde que chegou, o treinador só falou em escapar do rebaixamento, e que o elenco só daria para isso. A mensagem parece ter sido incorporada pelos jogadores, que desistiram de brigar por uma das quatro vagas na Série A, que sair da degola já estaria de bom tamanho. Felipão também dá a entender que ficou assustado com a realidade com a qual se deparou no atual Cruzeiro, sem dinheiro para nada e atolado em dívidas e ações judiciais. Pouca ou nenhuma margem para contratações futuras.

Detalhes do empate sem gols com o Cuiabá na reportagem do Alexandre Simões para o Hoje e Dia:

“Após empate com Cuiabá, Cruzeiro tem mais chances de ser rebaixado à Série C que de voltar à Série A”

O empate sem gols com o Cuiabá, nesta terça-feira (29), no Independência, pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, deixa o Cruzeiro novamente com mais chances de ser rebaixado à Série C que de alcançar o acesso à Serie A. Isso é o que mostram os números no site Probabilidades no Futebol, mantido pelo Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). As duas possibilidades são muito remotas, de toda forma, os cálculos dos matemáticos da UFMG são de que a Raposa tem 0,40% de chances de voltar à elite. Por outro lado, são de 0,87 as probabilidades de queda.

Antes do empate com dos cuiabanos, o Cruzeiro já precisava de um milagre para conseguir voltar à Primeira Divisão. Agora, depende de marcas do acesso que só aconteceram duas vezes, em 14 edições, para seguir com chances de retornar à elite.

Com 41 pontos e mais 18 por disputar, a equipe de Luiz Felipe Scolari só consegue chegar aos 59. Na Série B por pontos corridos, que é disputada desde 2006, este número foi suficiente para uma equipe subir em 2008 e 2007, quando a marca foi ainda mais baixa (57).

Com o resultado, o Cruzeiro está a oito pontos do G-4, grupo que garante presença na Série A do ano que vem. Mas nesta quarta-feira (30), este número pode subir para 11. Isso acontece caso o Juventude, que ocupa a quarta posição, vença a Ponte Preta, em partida que será disputada às 17h, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Isso deixaria a Raposa precisando tirar 11 pontos em relação ao G-4 em seis rodadas, tarefa praticamente impossível principalmente pelo retrospecto recente do time de Luiz Felipe Scolari na competição.

Nos últimos seis jogos, o Cruzeiro venceu apenas um, contra o Vitória, no Barradão, em Salvador, em 11 de dezembro pela 28ª rodada.

Nos 18 pontos disputados, apenas sete foram conquistados, o que dá um aproveitamento de 38,9%.

Rebaixamento

Desde a sua chegada à Toca da Raposa II, Luiz Felipe Scolari sempre destacou que o objetivo era impedir a queda do time à Série C do Campeonato Brasileiro, pois quando ele assumiu, no lugar de Ney Franco, o Cruzeiro estava na zona de rebaixamento.

A possibilidade de queda é muito remota, mas de toda forma, a briga cruzeirense na reta final desta Série B parece ser mesmo contra a queda para a Segunda Divisão.

Fonte: https://www.hojeemdia.com.br/esportes/ap%C3%B3s-empate-com-cuiab%C3%A1-cruzeiro-tem-mais-chances-de-ser-rebaixado-%C3%A0-s%C3%A9rie-c-que-de-voltar-%C3%A0-s%C3%A9rie-a-1.818201

Veja Mais